ATLETAS PRO X VÃO COMPETIR EM TERESÓPOLIS
16/09/2005

Amanhã (sábado), os atletas profissionais, Sérgio Ricardo "Balú" e Luiz dos Santos "Arroz", junto com o amador Francisco "Pekeno", embarcarão rumo a Teresópolis, região serrana da cidade do Rio de Janeiro, para competir no Primeiro Terê BMX 2005, competição para as modalidades Flatland e Street Park, que vai rolar durante o domingo (18).


Cartaz do evento

Este evento está sendo promovido por atletas e residentes da cidade maravilhosa. "O intuito de organizarmos este campeonato, é promover o esporte na região e reunir os pilotos, não só do Rio, como de outros estados", explica Bruno Ramalho do "bmx for you" e um dos organizadores.

Sérgio "Balú" pretende apresentar algumas surpresas já nessa competição, pois, desde que foi anunciada a Copa Brasil de BMX Freestyle - Flatland, o atleta aumentou seu ritmo de treino para executar novas manobras na prova que será no final do mês de outubro.

Já Luiz "Arroz" não revelou muita coisa. "Vou jogar o que tenho treinado e, a única coisa que quero, é chegar lá e acertar as minhas sessions", declarou Arroz.

"Minha situação ao lado do Balú e do Arroz está complicada. Tenho me dedicado mais ao meu trabalho e o treino está ficando mais para os finais de semana, quando não há eventos (é claro). Se der tudo certo, espero acertar minhas manobras e ao menos chegar à final." Comentou Pekeno, na tarde de sexta.

Boa sorte a todos, boa viagem!


BALÚ RECEBE QUADRO FLAT eXpert ALU VERMELHO
15/09/2005


Balú exibe seu novo brinquedo

Na última quarta-feira o atleta profissional, Sérgio Ricardo “Balú”, recebeu a versão vermelha do quadro PRO X Flat eXpert ALU. Depois de estrear o modelo Azul no Mundial de BMX Freestyle, em julho deste ano, o piloto já prepara sua nova bike para a competição OPEN (Aberta), que vai rolar em Teresópolis, Rio de Janeiro.

AO MENOS UMA PEÇA OU COMPONENTE, É PRO X
"Dandan é mais um que aderiu"
15/09/2005


Dandan - 360°

Pois é, a cada competição de BMX Freestyle, mais atletas se apresentam usando, pelo menos, uma peça da marca Pro X. No entanto, na última competição que rolou no CEU Aricanduva, em São Paulo, além das boas manobras apresentadas pelos competidores (amadores e iniciantes), alguns profissionais marcaram presença e, mesmo sem competir, pois dessa vez não houve categoria PRO, deram show "só para se divertir" na pista.


tail whip super man

Daniel Azevedo "Dandan" foi um deles. O atleta profissional "nível internacional" executou boas manobras (como o tail whip super man da foto acima e o back flip da imagem abaixo) e, com certeza, incentivou muitos atletas que competiram, como Rafael Maso, vencedor entre os amadores.


back flip no spine
Dandan, além das belíssimas evoluções, também apresentou um novo acessório em sua bike: A manopla Cat Grip - lançamento da Pro X. O atleta utilizava um modelo importado e, ao conhecer a novidade da marca, decidiu aderir também. "Gostei dessa manopla, tirei a minha Fit para testar a Cat Grip e não pretendo tirar tão cedo!" comenta Dandan, satisfeito. "Achei da hora e estou usando a cor preta, pois acho que é mais mole que as coloridas", recomenda o atleta.

RAFAEL MASO VENCE NA ABBMX
12/09/2005

Há tempos o atleta Rafael Maso, da cidade de Santo André, está se destacando na modalidade Street, categoria amador. Em quase todas as competições recentes, Rafael andou bem nos treinos, gerando muita expectativa para a prova e, na hora da verdade não conseguiu levar o troféu para casa. O consolo acabava sendo sempre o fato de ter ao menos chegado a todas as finais das competições. No campeonato que rolou no último domingo (11) entretanto, a conhecida pista de Street Park do CEU (Centro Educacional Unificado) Aricanduva, zona leste de São Paulo, foi palco para o atleta apresentar um show um pouco diferente e, desta vez, as manobras de peso saíram nos treinos, na classificação e também durante a decisão.


Rafa - drop tail whip

Rafael pedalou 2 horas para chegar à pista do CEU que, segundo ele: "é a melhor que eu já andei!". E satisfeito com o ambiente e a estrutura montada para o evento, provou ser o mais preparado do dia.

Ao contrário das competições anteriores, no CEU Aricanduva, Rafael não esteve tão bem durante as preliminares e teve uma participação frustrante na fase eliminatória. "Entrei bem na volta, mas me desconcentrei e, após uma queda, nada mais deu certo. Poderia ter saído da competição ali, mas dei sorte e consegui a classificação!" comentou o atleta no final da competição.


Rafael - entrevista para a SporTV

Recuperado do susto inicial, na final, Rafael voltou mais tranqüilo e acertou, na base, as manobras bob tail whip, nose foot jam, fufano, tail tap, pedal grind, 360° no spine, bob look down, tail whip no vulcão e, aproveitando ao máximo todos os obstáculos, mandou até um bar spin sproket no caixote colocado pela ABBMX (Associação Brasileira de BMX), organizadora do evento.

Dono da melhor performance do dia, o atleta garantiu a vitória que tantas vezes lhe escapou nos últimos meses e, além da premiação, ainda recebeu a "homenagem" CUECÃO, que o fez voltar para casa com ao menos uma peça de roupa mais leve...


BAD BOY VENCE EM RIO DOS CEDROS
08/09/2005

Na última quarta-feira, 07 de setembro (feriado), o atleta paulistano Danilo Santana "Bad Boy", atual líder do ranking nacional na modalidade Dirt Jump, após ter vencido também a segunda etapa do Sul Brasileiro, realizada em junho deste ano, em Colombo-PR, Bad Boy, com o apoio e incentivo da Pro X, volta ao sul do país para disputar, desta vez, a segunda etapa do campeonato Catarinense que rolou no parque de eventos da cidade Rio dos Cedros.


Para se despedir do quadro atual (20"), pois assim que o atleta voltar estreará o novo quadro Pro X Dirt eXpert tamanho 20,5", com pivots em cima, Bad Boy decidiu usá-lo ainda nesta competição.

"Estou acostumado com ele e, depois que trocar, precisarei de um tempo para me abtuar ao novo modelo. Afinal, mesmo ½ polegada, é um pouco maior", explica o atleta que fez uma honrosa despedida...

"Doideira o campeonato. Só fiquei de cara com uma coisa: segunda etapa do Catarinense e quem levou foi um atleta paulista!?", declara Ricardo "Gambé" (foto abaixo).


É, se na edição de estréia da prova o campeão foi Valdelar dos Santos "Juco", e o segundo foi Danilo "Bad Boy", na segunda etapa a situação foi invertida: O atleta Bad Boy, de Suzano-SP venceu em Rio dos Cedros e Juco, desta vez, teve que se contentar com o segundo lugar.
Em seguida, para alegria dos paulistas e, é claro, mais ainda para o competidor, Roger Nery "o Gago Maldito", também de Suzano-SP, entre os nove competidores da categoria profissional, garantiu a terceira colocação e, de quebra, foi o campeão na Best Trick (Melhor manobra), ao executar "no foot can can no hands".